Ricardo nega estremecimento com Maranhão: “Somos aliados”

0
42

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), desmistificou os boatos em torno do remanejamento do secretário Laplace Guedes da pasta de Turismo, para Secretaria do PAC, do Governo do Estado, realizado essa semana e negou qualquer tipo de retaliação a cúpula do PMDB com a mudança.

Para colocar uma pedra no assunto, o governador descartou qualquer retaliação ao grupo do senador Maranhão e deixou claro que os remanejamentos foram executados para dar mais celeridade nos serviços, a fim de que as secretarias passassem a produzir mais.

“Eu tenho muito respeito pelo governador José Maranhão, acho que também ele me respeita. Somos aliados. Não tem disputa pessoal, não tem essa história de insatisfação do secretário Laplace, ele está lá trabalhando numa pasta potencializada, com uma política de energia, que busca meios alternativos, já que estamos buscando expandir no Estado, dando a Paraíba a condição de ser a linha de frente da energia solar. Agora, a arrumação interna do governo quem faz é o governador, claro. Se o governador achar que ciclano ou beltrano que está em um canto vai render mais em outro, fará as mudanças, é assim que funciona. Isso não é desprestigio nem demérito para ninguém, é apenas um direito que eu, como governante, deveria ter de ajustar as equipes como um todo, visando a produção coletiva, isso não é desprestígio por ninguém”, disse.

Coutinho ratificou o respeito pelo senador Maranhão e destacou que o bem da coletividade sempre deverá ser priorizado em detrimento de qualquer insatisfação pessoal.

“Tenho o maior respeito pela maioria do PMDB, pelo senador Maranhão, e tenho certeza que não existe nada de estremecimento. As coisas estão caminhando e há um determinado sentimento que dominou os últimos tempos nós vamos buscar pensar nas cidades em primeiro plano”, asseverou.

Como Laplace era uma indicação do senador José Maranhão (PMDB), especulava-se estremecimento na relação por contas das eleições municipais.

Comentários