Segundo Raniery Paulino “há no Brasil um PT de aloprados e um PMDB de oportunistas”

0
67

O deputado Raniery Paulino voltou a se manifestar nesta quinta-feira (31) por conta da decisão da Executiva Nacional do PMDB de romper com o governo da presidente Dilma Rousseff. Apesar de apoiar a ruptura, Paulino considera que houve erros no encaminhamento do afastamento. “Deveria ter rompido e entregue os cargos ao Executivo quando o anunciou que o partido lançaria candidatura própria nas eleições presidenciais de 2018”.

“Há no Brasil um PT de aloprados e um PMDB de oportunistas”, disparou Raniery Paulino ao criticar a falta de identidade própria das legendas no Brasil. De acordo com ele, existem no país dois Partidos dos Trabalhadores: o PT de Lula, por exemplo, critica governo na condução da economia e da política; e o PT de Dilma que faz o que o outro não concorda.

“Os dois PTs se uniram agora por necessidade. Para salvar um governo fragilizado e às vésperas de um impeachment”, revelou Raniery que condenou Dilma por não exonerar os ministros ligados ao PMDB, a exemplo da ministra da Agricultura Kátia Abreu, que anunciou ontem que fica no governo e no PMDB.

O deputado do PMDB também criticou a intenção do governo de nomear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Ministério da Casa Civil. “A tentativa de nomeação teve a clara intenção de livrar Lula da cadeia. Foi uma excrecência.”, declarou.

Para Raniery o governo de Dilma começou a se perder quando não usou o vice-presidente Michel Temer (PMDB) na condução da politica partidária. “Temer foi subutilizado” declarou.

Comentários