RC defende Dilma e diz que Lula está sendo condenado por antecipação

0
37

O governador do Estado da Paraíba voltou a se manifestar contrário a possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Em entrevista na manhã desta segunda-feira (14), Ricardo Coutinho considera precipitado o pedido de impedimento da presidente e defendeu o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva das acusações que lhe são imputadas.

De acordo com o governador, a disputa para derrubar Dilma da presidência começou um dia após a realização do segundo turnos das eleições presidenciais em 2014. “O povo não pode pagar por uma disputa que começou um dia depois da eleição pra presidente da República e é preciso que as coisas funcionem no país”, esclarece Ricardo.
Ricardo Coutinho defendeu uma repactuação política no país e uma reforma ministerial. “Dilma não pode deixar a população se dividindo em classes”. O governador aconselha Dilma a sentar com a oposição e aproveitar os melhores quadros em nome da governabilidade. Ele criticou a distribuição dos cargos sem critérios: “A divisão de ministérios deu no que deu”.

O governador pôs água fria nos boatos de que ele estaria prestes a se filiar ao Partido dos Trabalhadores. Na entrevista, Ricardo Coutinho descartou abandonar o PSB para se filiar.

O governador também saiu em defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula Silva. “Ninguém pode ser condenado sem provas. Se tem acusação, que se prove”, declarou Ricardo Coutinho.

De acordo com Ricardo Coutinho, faz seis meses que o ex-presidente Lula está sendo condenado. “É preciso que se demonstre se houver alguma ilegalidade”, disse.

 

ClickPB

 

Comentários