Corpo do cabo da PM que morreu após treinamento será exumado

0
49

O corpo do cabo da Polícia Militar Heide Carlos Gomes Prazeres, de 35 anos, será exumado nesta terça-feira (5). O cabo morreu na última terça (29) após passar mal durante um treinamento para ingressar no Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM. A informação foi confirmada pelo titular da Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), Flávio Fabres.
A medida será tomada em cumprimento a uma determinação do juiz Antonio Carneiro de Paiva Júnior, expedida no sábado (2), motivada por um pedido da família. Além disso, um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte. Segundo o delegado geral da Polícia Civil, João Alves, o caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da capital.
O juiz Antonio Carneiro determinou ainda a suspensão das atividades do curso do Gate. No entanto, o major Ferreira, comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope) informou que as aulas estavam suspensas desde a morte do cabo.
Relembre o caso
Heide Carlos participava de uma prova física quando desmaiou ao correr cerca de 4km na BR-230, em João Pessoa. Ele foi levado ao Hospital de Trauma, mas faleceu devido a uma paralisia nos rins e uma parada cardiorrespiratória.

Comentários