Governador destaca autonomia no sequenciamento genético da Covid-19, que passará a ser feito no Lacen-PB

0
7

O governador da Paraíba, João Azevêdo, comemorou na tarde desta segunda-feira (9), o investimento em tecnologia para o sequenciamento genético da Covid-19 que deverá ter um novo equipamento instalado no Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) até dezembro. O investimento contará com recursos próprios do Tesouro Estadual e do Ministério,  em mais de R$ 1,5 milhão.

“Com este investimento, as amostras analisadas pelo laboratório paraibano não precisarão ser mais enviadas para os laboratórios de referência no Rio de Janeiro (RJ) e no Pará (PA). O equipamento pode identificar geneticamente outros micro-organismos, além do vírus SARS CoV2O”, disse o gestor em entrevista ao programa Conversa com o Governador.

Como acompanhou o ClickPB, o gestor explicou que com o investimento, a Paraíba terá autonomia para estar vigilante ao enfrentamento do vírus que já sofre diversas mutações desde que a pandemia chegou, em março do ano passado. “O novo equipamento para sequenciamento genético e o treinamento da equipe técnica do Lacen serão disponibilizados pelo Ministério da Saúde”, explicou.

“Os números mostram o quanto já avançamos com a diminuição dos casos nos últimos meses. Estamos preparando o Lacen para que ele realize o sequenciamento genético, para que as amostras sejam analisadas com mais velocidade dentro do nosso estado, sem precisar de outros”, explicou.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, já foram sequenciadas 233 amostras das 12 regiões de saúde. Neste mapeamento a variante predominante no Estado é a Gama (P.1), identificada inicialmente em Manaus. O último lote de resultados de sequenciamentos recebido em 15 de junho, identificou-se pela primeira vez no Estado uma amostra da variante Alpha – B.1.1.7 (20I/501Y.V1), que inicialmente foi detectada no Reino Unido, designada como VOC, em 18 de dezembro 2020.

Comentários