“Sou muito grato”, diz paraibano Alvinho após eliminação do vôlei nas Olimpíadas

0
14

Sem medalhas pela primeira vez na história das Olimpíadas. Essa é a situação do vôlei de praia nos Jogos de Verão de Tóquio 2020, após a eliminação da dupla Alison e Álvaro Filho, em jogo disputado pelas quartas de finais, na madrugada desta quarta-feira (04). Com isso, o Brasil não tem mais nenhuma dupla na competição, feito inédito desde que o esporte foi incluído na disputa, em 1996.

“Foi um jogo de mata-mata. Hoje não consegui ter tanta concentração em alguns lances e até no próprio levantamento, mas a jornada que a gente fez foi muito bacana. Sou muito grato”, disse o paraibano Álvaro, o Alvinho, em entrevista logo após a derrota.

Apesar do resultado, a dupla batalhou pela competição desde o início. Nesta quarta, a disputa foi contra a dupla da Letônia Edgar Tocs e Martins Plavins já eram conhecidos como carrascos do Brasil já que também eliminaram Evandro e o brasiliense Bruno Schmidt. A dupla da Letônia explorou o saque em cima de Alison, o Mamute, que não conseguiu virar muitos pontos na quadra adversária. Os brasileiros não renderam como o esperado e perderam por 2 sets a 0 (21×16 e 21×19).

Desde que virou esporte olímpico, nos Jogos de Atlanta, o vôlei de praia rendeu ao menos uma medalha para o país. No masculino, a única vez que uma dupla brasileira não ganhou uma medalha foi justamente em 1996, desde então, os homens ganharam seis medalhas.

No entanto, dessa vez o Mamute ficou pelo caminho nas quartas de final. Com erros e aparentando cansaço diante do calor extremo do Japão, a dupla sentiu o peso do jogo.

Comentários