Justiça absolve paraibano Marvin Henrique da acusação de participar de chacina na Espanha

0
18

A juíza Aylzia Fabiana Borges Carrilho, responsável pelo Segundo Tribunal do Júri da Capital, prolatou sentença absolvendo sumariamente Marvin Henriques Correia que tinha sido acusado de homicídio qualificado.

Caso de grande repercussão  nacional e internacional, sendo o autor do crime, Patrick François, brasileiro preso por chacina cometido na Espanha, tendo matado seu tio, tia e seus dois primos ( crianças de três anos e um ano de idade). O crime que aconteceu em agosto de 2016.

O Ministério Público acusava Marvin Henriques de ter incentivado Patrick Gouveia a matar o tio dele, Marcos Nogueira, última vítima da chacina ocorrida em Pioz, Espanha, em 2016. Segundo a investigação, Marvin e Patrick ( autor do fato, condenado a prisão perpétua na Espanha), conversaram por WhatsApp no momento do crime.

A Justiça, após análise da peça da defesa, entendeu não haver participação do acusado no homicídio e nem que o mesmo tenha praticado nenhum crime tipificado no Código Penal Brasileiro decidindo assim pela absolvição sumária do acusado.

Ao ser ouvida, a advogada de defesa, Raylla Asfóra, disse que “sempre defendemos que a conduta de Marvin era  moralmente reprovável, mas jamais poderia ser julgada como criminosa”.

Comentários