Paraíba registra a 2ª menor ocupação de UTIs com pacientes de Covid no país, aponta Fiocruz

0
50

A Paraíba registra 39% de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS), sendo o segundo estado do país com menor taxa. Apenas o estado do Acre (24%) apresentou índice menor. Os dados foram divulgados no Boletim Observatório Covid-19, publicado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com base em dados obtidos no período de 5 a 12 de julho.

A pesquisa também registrou que João Pessoa é a segunda capital com menor ocupação de leitos, com 40%, à frente apenas de Rio Branco (Acre), com 24%.

“A análise aponta que a tendência de redução da ocupação de leitos de UTI em alguns estados pode ser um reflexo da nova fase da pandemia no país, em que a transmissão permanece intensa, gerando casos mais graves entre grupos populacionais não vacinados ou potencializados pela vulnerabilidade individual e social, ao mesmo tempo em que
se reduzem os óbitos e internações entre alguns estratos de população, como os idosos e portadores de doenças crônicas”, explica o documento.

No documento, a Fiocruz também destacou que os indicadores de incidência e mortalidade da Covid-19 no Brasil caíram pela terceira semana consecutiva, mas que os números de casos (média de 46.700 casos novos por dia) e de óbitos (1,3 mil óbitos por dia) ainda são elevados.

A fundação também alertou para a manutenção das medidas de prevenção da doença, como distanciamento social, uso de máscaras, cuidados com a higiene das mãos, além da importância da vacinação. “É importante destacar que as vacinas disponíveis apresentam limites em relação ao bloqueio da transmissão do vírus, que continua circulando com intensidade. As vacinas são especialmente efetivas na prevenção de casos graves. A preocupação com a possibilidade de surgimento de variantes com potencial de reduzir a efetividade das vacinas disponíveis é pertinente e não pode ser perdida de vista”, diz um trecho do documento.

A pesquisa está disponível na íntegra no site da fundação.

Nas redes sociais, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), destacou os números.

Comentários