Aulas da rede estadual da Paraíba devem retornar no modo híbrido em setembro, diz secretário

0
58

s aulas das escolas da rede pública de ensino estadual na Paraíba devem ser retomadas de forma híbrida a partir de setembro, segundo informou o secretário estadual da educação, Cláudio Furtado. Conforme o gestor, em entrevista à TV Cabo Branco nesta segunda-feira (5), o retorno vai ser no modelo híbrido, com 30% das turmas presencialmente e 70% na modalidade remota, e em rodízio de dias em que parte da turma assiste aula presencial.

Segundo Furtado, o retorno das aulas presenciais vai seguir as regras do Plano Educação Para Todos (PET-PB), publicado em fevereiro. O retorno gradual acontece principalmente porque os alunos ainda não estão vacinados.

“As turmas vão ser divididas, para manter o distanciamento social. Seguindo a proporção de 30% na escola e 70% remoto, parte vai ter aula presencial na segunda e terça; na quarta-feira terá uma desinfecção na escola; e na quinta e sexta a outra parte da turma”, explicou.

Ainda de acordo com Cláudio Furtado, os pais têm o poder de escolha para determinar se os filhos vão aderir ao modelo híbrido ou não. “Se o pai ou mãe optar apenas pelas aulas remotas, eles têm este direito”, disse.

Preparação das escolas

De acordo com o secretário, para seguir o PET-PB, as escolas têm que estar atentas aos quatro eixos do programa, sendo eles o de preparação, o das medidas sanitárias, o pedagógico e o socioemocional.

“As escolas estaduais já montaram comitês escolares de crise, que têm representantes da gestão da escola, dos professores, dos pais de alunos e dos profissionais de saúde da família. Estes comitês acompanham a implantação destas normas dentro das escolas”, explica.

Ainda conforme Furtado, as escolas já estão sendo preparadas para este retorno gradual. “Tem várias escolas que estão fazendo reforma para adequação dos espaços e também já estamos fazendo a preparação dos gestores e professores. A maioria das escolas já fez a separação das carteiras para garantir o distanciamento e também a marcação do aviso de uso de álcool, das máscaras”, completa.

Comentários