Fazendeiro e caseiro são suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa em fuga

0
929

Policiais penais da Diretoria de Operações Penitenciárias (Dpoe) do Distrito Federal foram os responsáveis por prender um dos homens suspeitos de ajudar na fuga de Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, investigado por matar uma família em Ceilândia Norte, balear três e manter pessoas como reféns. O Correio apurou por fontes policiais a identidade dos presos. Eles são identificados como Elmi Caetano Evangelista, 74 anos, e o caseiro dele, Alain Reis de Santana, 33.

Informações do Correio também apontam que Lázaro Barbosa já trabalhou em uma fazenda de Elmi Caetano Evangelista.

Os dois foram presos na tarde desta quinta-feira (24/6) no distrito de Girassol (GO), em Cocalzinho de Goiás. Durante a abordagem, Elmi dirigia uma Strada branca e teria desobedecido a ordem de parada dos policiais penais e seguiu adiante. A equipe perseguiu o homem, que é morador de Girassol, e o interceptou novamente. Com ele, foram apreendidos duas espingardas H roxa com 50 munições.

O outro preso foi identificado como Alain Reis de Santana, caseiro de Elmi. O Correio apurou que o funcionário foi detido pelas equipes do Comando de Operações de Divisas da Polícia Militar do Estado de Goiás (COD/PCGO).

Os dois presos serão levados para a Central de Flagrantes de Águas Lindas. Eles foram autuados por porte ilegal de armas e facilitação da fuga de preso. A força-tarefa não exclui a possibilidade de outras pessoas terem ajudado o criminoso.

Segundo o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, as provas são “contundentes” e os policiais identificaram uma casa onde estavam os dois homens acusados de ajudar na fuga do criminoso. Apesar disso, a força-tarefa acredita que Lázaro ainda esteja no perímetro delimitado pelos policiais, pois confirmou que a denúncia de uma testemunha que afirmou tê-lo visto na área hoje.

Comentários