Bombeiro Civil é chamado de “macaco” e “negrinho” por cliente de restaurante em shopping de JP; homem é preso

0
465

O bombeiro civil Adiel Fernandes, 30 anos, foi mais vítima da injúria racial. Ele relatou em um boletim de ocorrência que estava hoje (8) prestando serviço no Mag Shopping, em João Pessoa, quando foi acionado por funcionários de um restaurante para socorrer um cliente que, com sintomas de embriaguez, estava caído no chão do banheiro.

Conforme o B.O, Adiel relatou que foi ajudar o cliente, mas que ele teria sido agressivo e além tentado o agredir ainda o xingou de “macaco” e “negrinho”. A Polícia Militar foi acionada e deteve o homem. Ele foi levado para a Central de Polícia Civil da capital onde foi lavrado o flagrante por injúria racial. A reportagem não conseguiu contato com o suspeito de injúria, mas o espaço fica aberto para esclarecimento.

Atendimento

O Centro da Igualdade Racial João Balula foi inaugurado desde o ano passado e funciona no centro de João Pessoa de segunda-feira a sexta-feira respeitando as normas sanitárias recomendadas pelos órgãos de saúde devido à pandemia do coronavírus.  A população poderá se dirigir diretamente ao Centro da Igualdade Racial João Balula ou ser encaminhada pelos órgãos que integram a rede de atendimento de combate ao racismo e à intolerância religiosa. Em caso de violação, busque orientação jurídica, psico e socioassistencial no Centro da Igualdade Racial- João Balula. Rua Rodrigues de Aquino, nº 220, Centro- Telefone: 3221-6328.

Comentários