Volume de vendas na Paraíba cai 3,8% em março, maior que média nacional

0
15

O volume de vendas do comércio varejista na Paraíba caiu 3,8% em março, frente a fevereiro, redução mais intensa que a constatada na média nacional, de 0,6%. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira (7). No mês anterior, o indicador havia registrado uma leve alta em relação aos três últimos resultados, que haviam sido negativos.

Em março, a receita nominal do setor paraibano também recuou 3%. Essa foi a 9ª maior retração do país e a 4ª do Nordeste, atrás apenas das observadas no Ceará (-8,6%), Piauí (-4,9%) e Pernambuco (-3,3%). A média brasileira, por sua vez, variou 0,1%.

Já a variação acumulada de 12 meses, no estado, foi de 0,1%, no volume, e de 6%, na receita. Nos dois casos, os índices foram inferiores aos identificados nas médias do país, de 0,7% e 6,9%, respectivamente.

Frente ao mês de março de 2020, também houve queda no volume de vendas paraibano (-0,8%), ao passo que a receita nominal cresceu (9,9%). No cenário nacional, ambos os resultados foram positivos, de 2,4% para o primeiro indicador, e 13,8% para o segundo.

Varejo ampliado

Na comparação com fevereiro, ocomércio varejista ampliado paraibano – que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção – registrou redução de 7% no volume de vendas e de 2,7% na receita, em março. Na média do país, também houve queda, de 5,3% e 4,2%, respectivamente.

No acumulado de 12 meses, o volume estadual permaneceu estável (0,0%), enquanto a receita aumentou 6,1%. Esses resultados foram melhores que os observados na média do Brasil, tanto no primeiro indicador (-1,1%), como no segundo (5,5%).

Comentários