Aplicativo desenvolvido na UFPB auxilia idosos no uso de medicação

0
11

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram um aplicativo para acompanhamento dos medicamentos utilizados por pessoas idosas. O software “Medicativo” já obteve certificado de registro da Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova) e está em fase de testes para ser disponibilizado em breve, de forma gratuita, para a população.

Por meio das funcionalidades oferecidas, os usuários podem cadastrar os medicamentos utilizados, consultar a receita utilizada atualmente; acessar orientações sobre os medicamentos em uso, consultar dados dos profissionais que prescreveram a receita; e acessar histórico dos medicamentos já cadastrados no app. O “Medicativo” oferece ainda as ferramentas de comando de voz para facilitar a utilização pelos idosos e alarme para lembrar o horário em que o medicamento deve ser tomado.

O produto resultou do trabalho da mestranda Patrícia Meira, defendido no último mês de fevereiro no Programa de Mestrado Profissional em Gerontologia (PMPG) da UFPB. A autora recorreu aos recursos da tecnologia para construir um app que beneficiasse idosos que fazem uso de medicamentos de forma contínua, e permitisse um acompanhamento por meio de uma ferramenta prática e interativa.

“A ideia de desenvolvimento deste aplicativo surgiu a partir do desejo de contribuir concretamente no processo de promoção à saúde do idoso”, explicou a farmacêutica Patrícia Meira, que é servidora da Escola Técnica de Saúde (ETS) da Universidade. Também fazem parte do grupo de seis inventores do app os pesquisadores Isac Almeida, Islânia Albuquerque, Elaine Feitosa e José Henrique Firmino.

O orientador da pesquisa, Prof. Isac Almeida, destacou que o uso de medicamentos por parte da população idosa é bastante problemática. “A partir disso, procuramos criar um recurso tecnológico para permitir uma orientação adequada e uma consequente adesão a farmacoterapia por parte dessa população”, informou.

A fase de testes para validação do app Medicativo deve ser finalizada no mês de maio e, em seguida, ele poderá ser baixado, gratuitamente, nas lojas de aplicativos Play Store e Apple Store.

O invento da UFPB teve a parceria do Instituto Paraibano de Envelhecimento (IPE), inaugurado em 2019 e que promove a saúde de idosos por meio da atenção básica e de atividades socioeducativas.

Comentários