População de João Pessoa pode aderir ao CadÚnico nos Centros de Referência da Cidadania

0
29

As pessoas que buscam se registrar no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal podem realizá-lo se dirigindo aos Centros de Referência da Cidadania (CRC) espalhados em diversos bairros de João Pessoa.

Os equipamentos são geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e oferecem o serviço com o objetivo de facilitar o acesso da população ao cadastro, evitar grandes deslocamentos e aglomerações nos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), outra porta de entrada para o registro.

Os interessados devem procurar o CRC mais próximo de sua residência, das 8h às 16h, sem necessidade de agendamento prévio, mas observando as medidas sanitárias como o uso de máscara e distanciamento social, munidos dos documentos pessoais como Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), comprovante de residência e de renda, carteira de trabalho e título de eleitor.

A lista de documentos também serve para os moradores da mesma casa que sejam maiores de idade. Caso a família tenha crianças menores de idade ou em idade escolar, deve apresentar a certidão de nascimento e declaração escolar das crianças ou adolescentes.

Após o preenchimento do Caderno Verde, a documentação é encaminhada ao local onde funciona o Bolsa Família, no bairro de Mangabeira, na Zona Sul da cidade, para que seja gerado o Número de Identificação Social (NIS) e o Governo Federal avalie em quais programas sociais a família atende aos critérios e pode ser inserida. Esse acompanhamento também é realizado pelo CRC, não precisando que o requerente se desloque ou agende atendimento.
Unidades

Os CRCs estão localizados nos bairros de Mangabeira, Bancários, Torre, Roger, Mandacaru, Funcionários II, Costa e Silva, Jardim Veneza e Cristo. Dentre os programas sociais que podem ser acessados através do CadÚnico estão o Bolsa Família, Tarifa Social de energia elétrica, Carteira do Idoso e, atualmente, é requisito básico para provável aprovação para recebimento do auxílio emergencial provido pelo Governo Federal.

Comentários