Prefeito de João Pessoa anuncia distribuição 165 mil cestas básicas para alunos e pessoas carentes

0
802

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressista), explicou nesta sexta-feira (12), em entrevista ao programa Tribuna Livre da TV Arapuan, o plano para auxiliar as famílias carentes mais atingidas pela Covid-19, na Capital.

“A prefeitura tem a preocupação de cuidar dos que estão em maior dificuldade de renda, áreas de risco e precisam desse cuidado. Estamos lançando um programa com preocupação na segurança alimentar, no qual vamos oferecer mais de 165 mil feiras aos alunos da rede municipal e mais 185 mil refeições nos restaurantes populares e cozinhas comunitárias que temos espelhadas pela cidade”, disse.

Cícero também destacou que a prefeitura vai distribuir 550 mil máscaras para a população, alegando que é um equipamento indispensável na prevenção da transmissão do vírus. “Também vamos distribuir kits de higiene para os alunos da rede infantil de João Pessoa. E fazer uma operação de cuidar das pessoas que estão em ruas, acolhê-las em casas de passagem, garantir a alimentação e higiene pessoal, além de reforçar o cuidado com os idosos com a parceria com instituições de longa permanência, ampliando o número de atendimentos”, comentou.

Outras medidas anunciadas pelo prefeito são a suspensão do pagamento do ISS em alguns setores, como taxistas e profissionais do turismo, nos meses de março a junho, sendo ele retomado e parcelado em 12 vezes a partir de julho.

“Estamos fazendo ações para atender a população sem haver sobreposição com as ações do governo do estado. Estamos cuidando de quem mais precisa”, destacou.

De acordo com Cícero, a cidade quadruplicou o número de leitos de UTI e que nesta sexta-feira (12), a cidade vai receber mais 40 respiradores, 10 monitores e ampliando o número de enfermarias com o aluguel de leitos em um hospital particular. “Transformamos alguns leitos de UPA em Semi-UTIs, providenciando oxigênio, equipamentos de proteção individual, contratando profissionais, mas temos um limite. Não podemos trazer profissionais de estados vizinhos porque eles também estão ocupados lá. Temos a capacidade de vacinar 10 mil pessoas por dia, só precisamos que o governo forneça a vacina, fazemos parte do consórcio para adquirir as vacinas e só existe uma forma de combater o distanciamento, uso de máscara e vacinação. Pedimos que a população ajude a cuidar da cidade, dar sua contribuição usando máscara e não aglomerar”, disse.
Pacote social contra a Covid-19

– Aquisição de 200 toneladas de alimentos aos produtores da agricultura familiar para distribuição às pessoas em situação de vulnerabilidade social;

– Fornecimento de 180 mil refeições através dos Restaurantes Populares e Cozinhas Comunitárias;

– Distribuição de 550 mil máscaras de proteção através das Secretarias de Educação (Sedec), Desenvolvimento Social (Sedes) e Direitos Humanos e Cidadania;

– Distribuição de 18 mil kits pedagógicos, higiene, perecível e não perecível para crianças da rede municipal da educação infantil;

– Distribuição de 165 mil cestas básicas para alunos da rede municipal de ensino, pessoas em situação de vulnerabilidade social e seguimentos mais afetados pela pandemia;

– Prestação de assistência para população de rua, com encaminhamento para abrigos, distribuição de alimentos e kits de higiene;

– Alteração dos vencimentos do ISS pessoa jurídica nas atividades mais afetadas – referente a março, abril, maio e junho – para o dia 10 de julho, com possibilidade de parcelamento em até 12 vezes sem acréscimo moratório;

– Ampliação das ações de assistência aos idosos através das Instituições de Longa Permanência;

– Assistência e monitoramento remoto ao público das pessoas com deficiência;

– Serão oferecidas vagas na modalidade à distância e gratuitas para servidores municipais que estão em home office;

– A distribuição de enxoval será realizada nas residências dos beneficiados.

Comentários