Fonte interativa em praça de João Pessoa será reativada após correção em sistema de tratamento da água

0
297

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), em parceria com o Governo do Estado, já iniciou a solução do problema de tratamento de água da fonte interativa da Praça Desembargador Osias Nacre Gomes, no Jardim Oceania. O espaço foi interditado depois de uma fiscalização da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), em dezembro de 2020. Após denúncias de moradores da área, o órgão realizou a análise da água e constatou que a fonte estava imprópria para banho.

Durante a vistoria realizada nesta segunda-feira (18), equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa), estabeleceram que a PMJP vai atuar com toda a automação, manutenção e zeladoria da fonte e da praça. Já a Companhia, ficará responsável pelo tratamento da água. A Sedurb já estabeleceu uma equipe fixa para o local e já está providenciando as adequações solicitadas pela Cagepa.

“Verificamos que a limpeza dos filtros do reservatório não foi feita desde a inauguração, por isso, o lixo conseguia entrar no local, colaborando para que a água não fosse apropriada para banho. Teremos tratamento especializado da água, um técnico da Sedurb para executar a manutenção do reservatório, trabalhando em parceria com a Companhia, que vai monitorar a qualidade da água. Tudo isso para que a população usufrua do espaço público com qualidade de vida. Afinal de contas, é inadmissível que uma fonte, pensada para crianças, estivesse funcionando de maneira insalubre”, explicou o secretário Fábio Carneiro (Sedurb).

A Cagepa também já está dando celeridade à solução do problema. “A princípio, faremos uma coleta para analisar a questão físico-química e ver como deveremos atuar a partir de agora. Forneceremos o tratamento adequado da água, com a aplicação de cloro, de maneira semanal. Após a conclusão da análise, veremos as condições microbiológicas e saberemos se será necessário outro tipo de serviço. Vamos ainda encaminhar uma equipe para, periodicamente, analisar o reservatório e executar o tratamento”, explicou Evanisa Trigueiro Dantas, química industrial e subgerente de Água e Esgoto da Cagepa.

Os moradores e trabalhadores do entorno da praça já estão felizes com o trabalho que está sendo realizado para a reativação da fonte. “Bastava ligar a água, que a gente já sentia o mau cheiro. Ninguém aguentava ficar perto. Teve criança, inclusive, que apresentou manchas na pele”, explicou o taxista Welton de Vasconcelos, que trabalha na lateral da praça.

Comentários