Prefeita de Bayeux recusa aumento salarial e diz que o momento é de investimentos no município

0
37

A Prefeita reeleita de Bayeux, Luciene Gomes (PDT), afirmou nesta segunda-feira (21) que não concorda com o aumento dos subsídios para prefeito, vereadores e secretários, que ocorrem em vários municípios paraibanos. Ela destacou ainda a coerência do Legislativo bayeuxense que não apresentou esse tipo de projeto na pauta de votação.

A gestora afirmou que um reajuste neste momento seria ilegal e imoral, principalmente no cenário de pandemia que a população vem enfrentando.

“Não haverá o aumento nos salários e seguiremos obedecendo as regras do TCE, precisamos ser exemplos para o nosso amado povo e dar prioridade à nossa cidade. O momento é de investimento no município, e acredito que o legislativo também pensa da mesma forma, tendo em vista que não há projetos em pauta para conceder esse tipo de aumento, indo na contramão de outros municípios da nossa região que optaram por reajuste nos salários“, enfatizou Luciene.

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) recomenda e orienta as Câmaras Municipais que estabeleçam para os agentes o subsídio como forma exclusiva de remuneração que consiste em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.

Comentários