Professores da UFPB paralisam atividades na próxima quarta-feira ( 18)

0
24

A Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (Adufpb) vai realizar, na próxima quarta-feira (18), uma paralisação das atividades, com um ato presencial na própria universidade. A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (13), em uma assembleia virtual que contou com a participação de mais de 250 professores. A ação é um protesto contra a nomeação do reitor Valdiney Gouveia.

De acordo com o presidente da Adufpb, Fernando Cunha, uma nova assembleia será realizada na próxima quinta-feira (19), quando será aprovada uma agenda de mobilizações em defesa da universidade. Segundo ele, serão realizadas vigílias das entidades científicas nacionais, além de atividades político culturais em defesa da universidade. “Nós vamos discutir com o comitê de mobilização para reforçar a participação de professores e estudantes nessa luta”, disse.

O presidente da Adufpb também disse que a mobilização dos estudantes em frente à reitoria deve continuar, contando com o apoio dos professores, e que se trata de uma “manifestação livre e democrática”. “Já existe uma mobilização no sentido de explicar à polícia, caso ela chegue lá, que os estudantes não estão ocupando o prédio público, nem impedindo que as pessoas entrem ou saiam. É uma mobilização livre e democrática”, afirmou. No entanto, uma decisão da Justiça Federal já determinou que os estudantes deixassem o local.

“Nós discutimos exaustivamente a situação e a conjuntura da UFPB e decidimos por essa paralisação no dia 18 de novembro, mas também teremos outras atividades mais a frente”, disse.

O professor Valdiney Gouveia foi anunciado como novo reitor no último dia 5 em publicação do Diário Oficial da União e tomou posse do cargo no último dia 11, gerando insatisfação em parte da comunidade universitária, já que ele foi o último colocado nas eleições feitas em 26 de agosto, com 106,496 pontos, enquanto a professora Terezinha Domiciano, primeira colocada, teve 964,518 da soma ponderada e normalizada dos votos.

Os estudantes que ocupam a reitoria da UFPB desde às 21h última quinta-feira (5) em protesto contra a nomeação do professor Valdiney fizeram uma cerimônia de posse simbólica da professora mais votada durante a consulta eleitoral, Terezinha Domiciano na noite desta terça-feira (10).

Comentários