Em seu site, Neymar divulga contratos e questiona promotor

0
114

O atacante Neymar voltou a se manifestar sobre acusações da Justiça brasileira. Após conceder entrevista ao programa “Fantástico”, da TV Globo, ao lado do pai, Neymar Santos, o craque do Barcelona divulgou um questionamento em seu site oficial endereçado ao promotor Thiago Lacerda, responsável pela investigação contra o jogador e sua família. O Ministério Público Federal denunciou o jogador de falsidade ideológica e sonegação de impostos.

No portal, os contratos com o Santos e das empresas da família, como a NR Sports, foram publicados. No comunicado, o craque volta a afirma que o promotor tem interesses “extra campo” e “que procura desesperadamente os holofotes da imprensa”. O texto fala ainda que em nenhum momento Lacerda procurou a empresa para pedir explicações.

Na edição desta semana, a revista “Veja” informa que Neymar e o pai teriam criado três empresas de fachada com o intuito de adulterar documentos e driblar o fisco. Em depoimento do procurador do MPF, a família Neymar jogava grande parte dos vencimentos recebidos no Santos nas empresas, além de valores oriundos de contratos de publicidade, conseguindo abater mais de 50% em impostos.

Neymar é esperado para depor nesta terça-feira na Audiência Nacional, na Espanha, referente à investigação sobre irregularidades na sua contratação junto ao Barcelona. O camisa 11 é investigado, assim como os seus pais, além do presidente do time, Josep Maria Bartomeu, e do ex-cartola Sandro Rosell, que foram ouvidos na terça-feira.

Veja na íntegra o texto no site oficial de Neymar:

“De tudo o que foi gerado de notícias sobre a denúncia de sonegação fiscal e falsidade ideológica feita pelo procurador Thiago Lacerda contra Neymar Jr e seu pai, gostaria sinceramente de ter respostas dele a quatro perguntas, sob pena de acreditar piamente que ele tem de fato interesses “extra campo” e que procura desesperadamente os holofotes da imprensa:

1. Por que acusa o pai de Neymar de ter aberto, em 2006, uma “empresa de fachada”, com o interesse de “sonegar impostos”. A empresa, NR Sports, foi aberta por solicitação do Santos FC, com prazo estipulado para tal, para receber pagamentos, uma vez que o Neymar Jr, com 14 anos a época, não poderia assinar um contrato profissional ? Documentos abaixo comprovam tal afirmação.

2. Por que acusa o pai do Neymar de sonegar impostos em 2006, recebendo como “imagem” o que deveria ser tributado como “salário” se o Santos FC, terceira parte interessada no assunto, além de solicitar a abertura da empresa detentora dos direitos de imagem ainda fez um contrato com a NR Sports envolvendo a transferência desses direito até 2011 conforme mostram documentos abaixo ? O Santos FC não deveria ser parte da denúncia ?

3. Por que uma empresa legalmente constituída e devidamente registrada, conforme mostram documentos abaixo, é considerada “de fachada”? Por que os dois sócios da empresa são considerados inaptos a cuidar dos direitos de imagem de uma criança de 14 anos que ainda iniciava sua carreira ? Empresa com sede, capital social, sócios nominais, enfim… Qual é o conceito jurídico para imaginar que a NR Sports, mesmo devidamente constituída, e com um parceiro como o Santos FC, existe para sonegar impostos ??

Mais importante ainda!! Por que o promotor não foi a NR Sports, em momento algum, nos fazer uma visita? A empresa que começou de fato com apenas os dois sócios, hoje tem uma bela sede em uma das principais avenidas de Santos, a mesma cidade que ele trabalha. Teria o maior prazer em apresentar cada um dos funcionários a ele e tomar um café explicando a ele o que a “gestão de imagem” de um dos maiores atletas do mundo na atualidade.

4. Por último, e que deixa a suspeita de alguém “muito interessado” e em busca de holofotes e que não se importa muito com a lisura da denúncia. A Súmula Vinculante 24, do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte do Poder Judiciário de nosso país, deixa claro que o promotor em questão não poderia sequer apresentar denúncia de sonegação fiscal contra Neymar Jr e seu pai porque eles só poderiam ser considerados “sonegadores” ao fim do processo em tramitação na receita federal.

Uma leitura da Súmula, a disposição no “site” do STF esclarece o assunto, clique aqui e confira diretamente do site do STF!

Precisamos de respostas imediatas a estas perguntas.

O promotor não pode denegrir, sem qualquer obrigação em justificar suas “acusações”, a imagem de um dos maiores atletas do mundo na atualidade. Toda esta ação e a denúncia são, no mínimo, muito estranhas. Os reais interesses devem ser esclarecidos.

Aguardo manifestação do Sr. Thiago Lacerda”.

Extra

Comentários