Em um ano, ALPB doa R$ 650 mil para hospitais que tratam do câncer na Paraíba

0
16

Os meses de outubro e novembro têm um significado muito especial para a Assembleia Legislativa da Paraíba. A Casa tem uma participação efetiva e se destaca como órgão público com o maior volume de recursos doados para as principais instituições filantrópicas que tratam de pacientes com câncer no Estado: o Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, e o Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba, em Campina Grande. Em um ano, foram doados recursos na ordem de R$ 650 mil às duas instituições, com o Laureano recebendo aproximadamente R$ 390 mil (R$ 32,5 mil mensais) e o Hospital da FAP R$ 260 mil (R$ 21,7 mil por mês). A doação dos recursos, de forma perene, é fruto dos descontos dos salários dos deputados e servidores da ALPB.

A ação, proposta pelo presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, foi prontamente acolhida por todos os deputados e funcionários da Casa. Galdino destaca que o Laureano e o Hospital da FAP são instituições de referência no diagnóstico e tratamento de câncer na Paraíba, por isso o Legislativo faz questão de reconhecer esse trabalho de excelência realizado pelos hospitais, que tanto salvam vidas no Estado. “Ao todo, são quase R$ 55 mil que nós, deputados e funcionários, do nosso próprio salário, estamos tirandomês a mês para passar a essas duas importantes instituições. Isso é muito especial. Eu quero agradecer aos funcionários, aos deputados e a todos que contribuem com essa campanha, que eu considero milagrosa, porque salva vidas do povo da Paraíba”, declarou o presidente Adriano Galdino.

De acordo com os dirigentes do Laureano e da FAP, o volume de doações destinado pela Assembleia Legislativa para os dois hospitais é o maior entre as instituições públicas do Estado. O presidente da FAP, médico Derlópidas Gomes Neves, ressalta que “o mais importante é que a doação é perene. Isso nos tranquiliza, porque sabemos que podemos contar com recursos todos os meses”. Derlópidas Gomes acrescentou que considera extremamente importante a parceria da FAP com a Assembleia Legislativa. “Nossa instituição carece muito de recursos. Nós trabalhamos basicamente com a Tabela SUS, cujos valores estão defasados há 11 anos. Então, esses valores servem para nos subsidiar na realização de exames, compra de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual para complementar as ações desenvolvidas pelo hospital”, relatou.

Além da ajuda financeira, Derlópidas também mencionou a doação de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual para médicos e funcionários da FAP, feita pela Assembleia Legislativa durante a pandemia do coronavírus. “Foi um grande reforço, principalmente pelas dificuldades que todas as instituições de saúde do país e do mundo estão atravessando em decorrência da pandemia do coronavírus. Estamos, no dia a dia, precisando cada vez mais desses equipamentos para desenvolvermos as nossas atividades médicas hospitalares”, frisou. Já o médico Thiago Lins da Costa Almeida, diretor-geral do Hospital Laureano, disse que a ALPB contribui de forma exemplar com a doação de recursos financeiros, o que possibilita que o hospital preste uma melhor assistênc9a a pacientes em tratamento contra o câncer.

Comentários