Operação Calvário: PF prende ex-assessor do TCE-PB suspeito de tentar enterrar celular em vaso de planta durante busca

0
518

A Polícia Federal cumpriu mandado de prisão no inicio da noite desta quarta-feira (28) contra o ex-assessor do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo de Ribeiro Gama Filho. Ele foi alvo de busca e apreensão nesta terça-feira e, durante a abordagem, teria tentado ocultar um celular no vaso de uma planta, no apartamento onde mora. A prisão foi determinada pelo ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Gama Filho e o pai, também chamado Sérgio Ricardo, são ex-assessores do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Arthur Cunha Lima. Eles foram alvos da nona fase da operação Calvário, desencadeada nesta terça com participação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, Ministério Público Federal, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU).

De acordo com informações colhidas pelo blog, a prisão foi determinada cautelarmente por causa da suposta tentativa de ocultação de provas por parte do suspeito. A nona fase da Calvário investiga indícios de lavagem de dinheiro na relação do conselheiro Arthur Cunha Lima com agentes públicos e com a Cruz Vermelha Brasileira. O nome dele foi delatado pelo mandatário da CVB, Daniel Gomes da Silva, que alegou ter acertado paramento de R$ 500 mil para evitar a rejeição das contas do Hospital de Trauma, administrado pela Organização Social.

Durante a ação de busca na cada de Gama Filho, os agentes perguntam se haveria outras coisas escondidas. Ele diz que não e justifica, dizendo que estava rezando no local. Depois, indica um celular que estaria entre as plantas. De acordo com as investigações, Sergio Ricardo Ribeiro Gama e Sergio Ricardo Ribeiro Gama Filho ocuparam o cargo de chefe de gabinete de Arthur Cunha Lima no Tribunal de Contas da Paraíba. Os investigadores dizem ter reunido elementos que apontam movimentações financeiras entre os investigados, o conselheiro e o filho dele, Arthur Cunha Lima Filho.

Com Blog de Suetoni

Comentários