Padre do Conde é preso pela Guarda Municipal por pintar Cruzeiro; delegado solta e diz que ele não comentou crime

0
2008

O padre Luciano, da Paróquia da Cidade de Conde, no Litoral Sul do estado, foi preso nesse sábado (4) pela Guarda Municipal da cidade por ordenar a pintura do Cruzeiro do paróquia. A solicitação da mudança da cor já havia sido feita desde julho, mas a prefeita Márcia Lucena (PSB) teria autorizado a troca da pintura do Cruzeiro, que é originalmente marrom para azul.

Segundo o religioso, o monumento é de pertencimento da paróquia e não da prefeitura. Ele foi conduzido à delegacia de Alhandra, pela Guarda Municipal. A prefeita nega que tenha ordenado a prisão e diz que não estava sabendo do ocorrido.

O delegado que atendeu a ocorrência afirmou o padre Luciano Gustavo Lustosa da Silveira, não cometeu delito algum ao pintar monumento da igreja e que a cruz pertence à igreja e mandou liberado o padre logo após ser verificado que ele não cometeu nenhuma desobediência. 

Comentários