Paraíba terá centro de acolhimento e isolamento social para atender população vulnerável com covid-19

0
9

A Paraíba vai contar com um centro para acolher pessoas que moram em comunidades vulneráveis e que sejam acometidos com coronavírus. O serviço vai funcionará na Escola Estadual Liduarte Noronha, que fica no bairro Colinas do Sul, em João Pessoa. O Centro fica ativo por 90 dias e tem a proposta de acolher 70 pessoas. Elas receberão seis refeições diárias, contarão com espaço de lazer, sala de cinema e refeitório. O atendimento começa na próxima semana.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Humano (SEDH), Tibério Limeira, que informou durante o programa Fala Governador, desta segunda-feira (27), na Rádio Tabajara, trata-se de uma parceria público privada. “O Governo do Estado em parceria com a iniciativa, ‘Todos pela Saúde’, que é da Fundação Itaú, conseguiu captar e trazer para a Paraíba o Centro de Acolhimento e Isolamento Social que está sendo implantado em alguns estados do Brasil”, afirmou.

Ainda de acordo com Limeira, o Centro vai receber e acolher pessoas que moram em comunidades vulneráveis e que foram contaminadas pela covid-19, mas são sintomáticas leves. “Por quê? Para diminuir a velocidade de contágio em ambiente com alta densidade populacional que é o caso das comunidades onde as pessoas moram, muitas vezes, cinco, seis, dez pessoas em pequenas habitações, muitas vezes em habitações precárias. Então, o pessoal do Itaú fez esse contato e a gente enveredou essa parceria e em menos de um mês as coisas se resolveram”, revelou.

A Escola Estadual Linduarte Noronha está sendo preparada para atender a população. “Na semana que vem, o governador João Azevêdo, vai inaugurar, dar início às atividades e funcionamento desse Centro. A pandemia não passou e o processo de distanciamento social e todos os cuidados ainda devem continuar. Esse Centro deve funcionar por 90 dias. Vai receber cerca de 70 pessoas e que serão reguladas pelas unidades básicas de saúde e as pessoas serão orientadas a irem para esse centro”, frisou.

Comentários