Paraíba lança edital para que empresas abram vagas de estágio para estudantes com bolsa de R$ 500

0
872

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT) vai divulgar, a partir desta terça-feira (21), uma chamada pública para cadastrar empresas interessadas em receber estagiários, através do programa Primeira Chance do Governo da Paraíba. Serão 350 vagas para alunos da 3ª série dos cursos técnicos da Rede Estadual de Ensino em sete áreas, com bolsas de R$ 500. As oportunidades são para 26 cidades paraibanas. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (20) pelo governador João Azevêdo, durante o programa ‘Fala, Governador’, transmitido pela Rádio Tabajara.

A chamada tem como objetivo estimular nos setores produtivos a contratação de estagiários, incentivando as políticas públicas e desenvolvimento da educação profissional; fomentar ações e atividades que impulsionam o desenvolvimento por meio da cooperação entre a formação profissional e o setor produtivo, além de propiciar aos estudantes espaços de aprendizagem.

“Esse é um programa criado no nosso governo, que prepara a mão de obra para o mercado de trabalho. São 20 horas semanais de trabalho, dando oportunidade aos jovens de entender essa dinâmica, podendo participar do cotidiano de uma empresa, o que é muito importante”, destacou Azevêdo.
O edital será publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (21) e os documentos e procedimentos estarão disponíveis na página da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia na internet. O prazo para inscrição começa nesta terça (21) e segue até o dia 7 de agosto.
A previsão é que os estágios tenham início em setembro, a depender dos decretos estaduais de funcionamento das empresas, em virtude da pandemia do novo coronavírus. A carga horária é de 20h semanais e a bolsa de R$ 500 será paga pelo Governo do Estado, ficando as empresas com os custos de seguro saúde e vale transporte.

As vagas são para as áreas de Turismo, Hospitalidade e Lazer do litoral; Informação e Comunicação; Agricultura Familiar; Têxtil, Vestuário e Produção de Moda; Indústria; Gestão e Negócios e Design, e serão distribuídas de acordo com quantidade de empresas e alunos inscritos no processo seletivo.

Deverão ser ocupadas nas cidades de Alagoinha, Alhandra, Bananeiras, Bayeux, Cajazeiras, Campina Grande, Conde, Coremas, Cuité, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Juazeirinho, Mamanguape, Monteiro, Patos, Pitimbu, Santa Luzia, Santa Rita, São Bento, São Domingos de Pombal, Sapé, Serra Branca, Sousa, Umbuzeiro, dentre outras.

Seleção
Após a divulgação das empresas selecionadas, serão realizadas no período entre 24 de agosto e 11 de setembro, as entrevistas com os estudantes candidatos. Serão convocados para as entrevistas, no máximo, três vezes o número de estudantes cadastrados no banco de talentos do programa Primeira Chance, que estejam devidamente cadastrados por curso de acordo com a demanda solicitada pelas empresas.

Os candidatos serão classificados, individualmente, por meio da média ponderada da soma da nota acadêmica e da nota da entrevista, que será acompanhada pelo responsável pela supervisão de estágio da escola de origem do estudante, a ser realizada pelo representante da empresa classificada, que atribuirá uma nota.
A nota acadêmica será formada pela média ponderada de acordo com as disciplinas técnicas, Língua Portuguesa, Matemática e Língua inglesa, tendo como referência as 1ª e 2ª séries do ensino médio.
Por causa da pandemia, as entrevistas acontecerão através da internet, em um link que será enviado pela coordenação. Participarão da entrevista o aluno, um representante da coordenação do programa, o coordenador de estágio na escola e um representante da empresa.

Comentários