Conde libera cultos religiosos e abre salão de beleza, barbearias e estética

0
174
DCIM100MEDIADJI_0051.JPG

A Prefeitura de Conde publicou, nesta quarta-feira (15), um novo decreto municipal que amplia a flexibilização de atividades para os cultos religiosos e os serviços de salão de beleza, barbearias e estética e impõe a obrigatoriedade do uso de máscara em todo o território do Conde. O decreto também prevê a suspensão das aulas presenciais do sistema municipal de educação e das atividades dos grupos de convivência vinculados ao Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos até o dia 15 de agosto.

O novo decreto prevê multa para quem não usar máscara em espaços públicos ou de atendimento e multas também para estabelecimentos que estão proibidos de funcionar em caso de infringir as regras do decreto, que também mantém a restrição das atividades comerciais, exceto por meio de delivery e drive-thru.

A autorização de funcionamento de cultos religiosos, salões de beleza e barbearias ocorre após a gestão ter realizado reuniões com representações dos dois segmentos para discutir medidas e protocolos de segurança contidos no decreto, que terá vigência até o dia 31 de julho. Os cultos e celebrações serão permitidos, desde que atendam à capacidade máxima de 30% do total, o distanciamento e os protocolos de higienização.

Na próxima semana, integrantes da Prefeitura de Conde devem ser reunir com representantes do trade turístico na cidade, a exemplo de proprietários de bares e restaurantes, pousadas e hotéis e os comerciantes do Mercado Municipal. Na sequência, será a vez dos representantes de academias de musculação. O objetivo, a exemplo das reuniões realizadas anteriormente, é pactuar medidas e protocolos de segurança para evitar a disseminação do novo coronavírus.

A prefeita Márcia Lucena explicou que com esse novo decreto se manteve várias orientações das versões anteriores, mas se decidiu flexibilizar a abertura dos segmentos dos cultos religiosos e os da área de beleza, a exemplo de salões de beleza e barbearia, mas com uma série de procedimentos contidos nos anexos para garantir um retorno mais seguro.

“Estamos ampliando essa nova abertura para os salões de beleza e barbearias mais no anexo vão estar lá uma série de regras que precisam ser cumpridas para que os salões possam se manter abertos. Assim como as igrejas os cultos devem seguir as recomendações como a da capacidade de 30%”, afirmou.

A prefeita também explicou que após o trabalho pedagógico, a Município irá aplicar sanções com aplicação de multas de R$ 100 para o não uso de máscara, após notificação e de até R$ 3 mil para a abertura de estabelecimentos ainda não autorizados.

A pedido da Prefeitura de Conde, o pesquisador e professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Rodrigo Vianna, desenvolveu um trabalho estatístico e identificou que a cidade de Conde está no meio da curva de crescimento do novo coronavírus. “A projeção para os próximos 15 dias é de crescimento dessa curva e se conseguirmos diminuir a velocidade, teremos mais sucesso no combate à pandemia. A cidade de Conde não tem estrutura em saúde para tratar pessoas com sintomas graves. É preciso ter responsabilidade, cuidado e sermos solidários uns com os outros e esperar um pouco mais esses 15 dias para tomar decisões com mais segurança”, reforçou Márcia.

Confira o Decreto.

Comentários