Idosa que contraiu raiva humana após ser mordida por raposa morre em João Pessoa

0
24

Uma mulher de 68 anos que estava internada no Hospital Universitário (HU) Lauro Wanderley, em João Pessoa, após contrair raiva humana, faleceu no fim da tarde dessa segunda-feira (13), após cerca de três meses com a doença.

Ela havia sido mordida na mão por uma raposa, no dia 8 de abril, em Riacho dos Cavalos, no Sertão paraibano. A idosa precisou amputar parte da mão e após dar entrada no Hospital de Catolé do Rocha, foi transferida para o HU de João Pessoa, no dia 10 de junho.

Ela estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave.

Este foi o primeiro caso de raiva humana registrado na Paraíba desde 2015, quando foi registrado um caso em Jacaraú.

Comentários