Ministério Público poderá fechar quatro promotorias de cidades do Sertão

0
38
O Ministério Público da Paraíba está propondo racionalizar as promotorias em todo estado e iniciou nessa segunda-feira, reuniões técnicas para discutir o assunto. O primeiro encontro promovido pelo procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora ocorreu em João Pessoa.
A proposta foi apresentada inicialmente na capital na sessão do Colégio de Procuradores de Justiça (CPJ). Nesta terça-feira (12), a nova composição foi apresentada aos integrantes do Conselho de Gestão.
Já na próxima semana, tem início a série de quatro encontros regionais para que os promotores de Justiça de todo o estado tomem conhecimento da proposta. Esses encontros começam no dia 18 de janeiro (segunda-feira), em Cajazeiras.
No dia seguinte, 19 de janeiro (terça-feira), às 10h, o encontro está previsto para o município de Patos. No dia 21 de janeiro (quinta-feira), ocorrerão dois encontros: um pela manhã, às 10h, em Campina Grande; e outro à tarde, às 16h, em Guarabira.
Segundo o MP, a proposta de racionalização das Promotorias de Justiça é resultado dos estudos de otimização e integração das atividades da instituição com o objetivo de modernizar e dar mais agilidade à atuação do Ministério Público, visando melhores condições de trabalho dos promotores de Justiça e de um atendimento mais adequado à sociedade.
Um internauta revelou que a proposta do órgão para a região de Cajazeiras seria fechar as portas em São João do Rio do Peixe, Uiraúna, São José de Piranhas e Bonito de Santa Fé. Todas as cidades passariam a ser atendidas pela Comarca da Terra do Padre Rolim.

Comentários