Motoristas de ônibus de João Pessoa realizam protesto e pedem a volta do transporte coletivo

0
456

Um grupo de motoristas de ônibus de João Pessoa está promovendo um protesto na manhã de hoje no Parque Solon de Lucena. Pouco antes das 7h, cerca de 70 condutores se concentravam no local para pressionar o prefeito Luciano Cartaxo (PV) a autorizar o funcionamento dos transportes coletivos na capital, o que continua suspenso mesmo diante das medidas de flexibilização anunciadas no dia de ontem.

O primeiro momento de flexibilização, a partir de hoje, prevê o fim do isolamento social rígido, com retirada dos pontos de fiscalização, e permite o funcionamento integral dos serviços essenciais. O comércio atacadista, fundamental no abastecimento de outros setores, segue aberto. Construção civil, concessionárias, revendas de veículos e locadoras, além de empresas de assistência técnica, poderão funcionar, seguindo as regras de prevenção. No sistema de delivery e drive thru poderão atuar as lojas de material de construção, serviços de alimentação, óticas e estabelecimentos de varejo. Salões de beleza podem receber um cliente por vez, sempre a partir de agendamento, sem filas. Igrejas podem ser reabertas com apenas 30% dos fiéis.

O transporte público permanecerá temporariamente suspenso, assim como escritórios de profissionais liberais, serviços públicos não essenciais e a circulação em praias, parques e praças. Feiras livres, comércio ambulante, academias de ginástica, museus, teatros e cinemas, além de atividades presenciais de educação, também seguem fechados. As etapas 2, 3 e 4 serão implementadas com base nos indicadores de saúde, até que a Capital complete o retorno integral à nova normalidade. As medidas serão anunciadas com base em critérios técnicos, sempre a partir da avaliação permanente dos riscos que cada retorno gradual poderá representar.

Comentários