1º dia de barreira sanitária em Mangabeira, em JP, detecta 23 casos novos de coronavírus

0
160

O primeiro dia de Operação Proteção no bairro mais populoso de João Pessoa, Mangabeira, teve o total de 250 testes de Covid-19 realizados na barreira sanitária, onde 23 testaram positivo e 227 foram descartados. A ação ainda visitou 22 estabelecimentos comerciais, notificou 19 e fechou 08 por não fazerem parte dos serviços essenciais. Além disso, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realizou diversos serviços, como poda de árvores, limpeza de galerias pluviais e higienização de ruas e avenidas do bairro. Nesta quinta-feira (28), a Operação Proteção continua em diversos locais de Mangabeira.

As barreiras sanitárias, instaladas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), estarão nesta quinta-feira (28) em dois pontos na Avenida Josefa Taveira (entrada e saída do bairro) e um ponto na saída da Avenida Alfredo Ferreira da Rocha, próximo a rotatória da Avenida Hilton Souto Maior. O objetivo é melhorar a taxa de isolamento social (30% nesta terça-feira) e combater a disseminação do Coronavírus no bairro com mais casos confirmados da Capital (207 até esta quarta-feira).

Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com equipes da Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária e do Distrito Sanitário III, as equipes estão verificando a temperatura e atendendo a demanda espontânea de pessoas que apresentem alguns sintomas da doença. Nesse caso, a pessoa é encaminhada para fazer o teste rápido de Covid-19 e, caso dê um resultado positivo, ela é encaminhada para atendimento na Unidade de Saúde da Família (USF) da região. Essa ação conta com o apoio ainda das Secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes), Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) e Guarda Municipal.

Fiscalização no comércio – A Operação Proteção também faz o trabalho de fiscalização nos estabelecimentos comerciais para respeitarem os decretos municipais. A operação percorre o comércio em geral, mercados públicos, feiras livres, praças e espaços públicos de lazer. Nesta quarta-feira (27), a ação visitou 22 estabelecimentos comerciais, notificou 19 e fechou 08 por não fazerem parte dos serviços essenciais. Essa ação é coordenada pelo Procon-JP e conta com o apoio da Sedurb, Progem, Semam, Guarda Municipal e Semusb.

De acordo com a secretária do Procon-JP, Maristela Viana, primeiro foi feita uma ação de conscientização no bairro. “Estamos trabalhando nessa ação conjunta, principalmente para conscientizar do risco da contaminação e fiscalizar se os estabelecimentos comerciais estão cumprindo o decreto municipal. É um alerta importante sobre o risco que a população corre quando descumpre as determinações do isolamento social. Só notificamos e autuamos se a situação for muito grave”, explicou.

Higienização – A Operação Proteção também faz o trabalho de desinfecção e higienização dos espaços públicos e das ruas e avenidas do bairro. Nesta quarta-feira, os agentes estiveram em toda a Avenida Josefa Taveira, além das ruas Francisco Porfírio Ribeiro, Rodopiano Ferreira da Nóbrega e Creusa Campos de Vasconcelos. 40 agentes de limpeza também estiveram no bairro para ações de limpeza de pontos de lixo, entulhos e podas de árvore. A Emlur está com três equipes na varrição, capinação e coleta em ruas e avenidas, além de contar com equipamentos de grande porte como retroescavadeiras, quatro caçambas, cinco caminhões, sendo três para o recolhimento de podas e dois para entulhos.

Coordenada pela Defesa Civil, com o apoio da Emlur, Semam, Seinfra e Sedurb, que atuam na execução de limpeza urbana, desinfecção de ruas, equipamentos e espaços públicos, operação tapa buraco, podas de árvores, limpeza de galerias e serviços de iluminação pública nas principais avenidas e ruas do bairro. O produto usado na higienização dos espaços é o hipoclorito de sódio, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Comentários