João Azevêdo admite lockdown e diz que flexibilização vai depender da realidade de cada município na PB

0
4161

O governador João Azevêdo (Cidadania) admitiu, nesta segunda-feira (25), instituir o lockdown (bloqueio total) para tentar evitar a disseminação do novo coronavírus no estado. O gestor disse, contudo, que as medidas serão tomadas conforme a realidade de cada município.

Segundo Azevêdo, um grupo de trabalho vem monitorando todos os planos de retomada colocados em prática, inclusive no exterior. Ele lembrou que a flexibilização só poderá ser colocada em prática, caso os números indiquem a segurança da medida. “Estamos analisando levando em consideração seis eixos parâmetros, que são a taxa de contágio, a taxa de progressão de novos casos, taxa de letalidade, taxa de obediência ao isolamento social, a taxa de imunidade e a taxa de ocupação hospitalar, isso para cada município”, afirmou.

O governador disse que mesmo apesar da pandemia, os salários do funcionalismo será pago dentro do mês trabalhado, como vem acontecendo.

Ele disse que pretende fazer com que a economia retome o quanto antes, mas ressaltou que essa realidade depende de uma série de fatores, entre eles, o respeito ao isolamento social por parte da população.

Comentários