Morre em João Pessoa Wills Leal, jornalista e cineasta paraibano

0
47

Morreu, em João Pessoa, na madrugada desta quinta-feira (07), o jornalista, escritor e crítico de cinema Will Leal. Ele tinha 83 anos, sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

O corpo do fundador da Academia Paraibana de Cinema será cremado logo após o seu velório, que acontecerá reservadamente apenas para seus familiares.

Biografia

Wills Leal nasceu na cidade de Alagoa Nova e foi professor das Universidades do Rio de Janeiro, de Brasília e, na Paraíba, da Universidade Regional do Nordeste. Autor de 25 livros, seis dos quais – a exemplo de Jamais deletado e Primeiro de Abril Antes e depois de 1964 e A Aventura do Amor Atonal – foram relançados ontem, na Livraria do Luiz, na capital, com saudação feita pelo mestre da crônica, o jornalista e escritor Gonzaga Rodrigues, e declamação teatralizada, pelo ator Bruno Fonseca, do ensaio intitulado Wills de A a Z, de Jomard Muniz de Brito.

Wills Leal também realizou 23 filmes, dentre os quais as obras intituladas Tudo é improviso, Festa das Neves e Presença da música no cinema, além de ter sido responsável por diversos projetos, a exemplo do Roliúde Nordestina, Festcine Digital do Semiárido e o Polo Hoteleiro do Cabo Branco, e ter tido participação fundamental na criação de instituições públicas e privadas, como a Associação dos Críticos Cinematográficos da Paraíba, Academia Paraibana de Cinema, Conselho Estadual de Cultura, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) e Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet) – Paraíba.

Comentários