Prefeitura de Alhandra inicia barreira sanitária, amplia fiscalização em comércio e organização de filas

0
23

Como medida de enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Alhandra, por meio da Secretaria de Saúde, deu início a Barreira Sanitária nesta quarta-feira (06), que tem por objetivo educar e monitorar a população a respeito dos sintomas da doença. A ação teve início em dois pontos da cidade, sendo um na ladeira do Salgadinho e outra na Rua da Palha. Conforme a secretária de Saúde, Albarina Kelly, o distrito de Mata Redonda também terá a atuação da barreira sanitária.

A ação é integrada por equipes da Vigilância Sanitária, Coordenação de Epidemiologia, Guarda Municipal e Polícia Militar. O objetivo é verificar o quadro de saúde das pessoas autorizadas a entrar no município, através de rápida entrevista e verificação de temperatura, além de desinfecção nos veículos com pulverizador.

Dessa forma, motoristas e passageiros só poderão entrar no município, após passarem por uma triagem das equipes de Saúde.  As barreira sanitárias não limitam ou proíbem as pessoas de ir e vir, isso acontece apenas em casos que sejam identificados algum usuário suspeito da Covid-19.

Ampliação da fiscalização em comércios e filas de bancos ou similares

Outra ação que foi intensificada nesta quarta-feira (06) tem por objetivo fiscalizar pontos comerciais em toda cidade de Alhandra. Os responsáveis pelas diligências são a guarda municipal, Polícia Militar, vigilância sanitária e fiscais de tributos.

A operação acontece em atenção ao Decreto Estadual que orienta a abertura dos pontos comerciais que vendem produtos essenciais, como supermercados, farmácias, oficinas, bancos, padarias, casas lotéricas e postos de combustíveis, tendo em vista a proteção dos cidadãos municipais.

Os estabelecimentos com permissão para funcionar deverão cumprir todas as recomendações de prevenção e controle para o enfrentamento da covid-19 estabelecidas pelas autoridades sanitárias, ficando obrigados também a fornecer máscaras para todos os seus empregados, prestadores de serviço e colaboradores. Além disso, eles também terão que evitar a entrada e a permanência no interior das suas dependências de pessoas que não estejam usando máscaras de proteção facial, que poderão ser de fabricação artesanal ou caseira.

A gestão municipal também está organizando as filas de clientes no Banco do Brasil e Casa Lotérica. O objetivo é organizar o acesso da população a esses estabelecimentos, evitando a aproximação entre clientes durante a espera pelo atendimento.

 

Comentários