Empresas de ônibus suspendem contrato de trabalho de 700 funcionários em Campina Grande

0
11

As empresas de transporte coletivo de Campina Grande suspenderam por 60 dias, o contrato de 700 funcionários, envolvendo motoristas, fiscais, manobristas, mecânicos e pessoal do setor administrativo. A suspensão acontece diante da pandemia do Coronavírus, onde foi decretado o isolamento social e a interrupção da circulação dos transportes coletivos.

A informação é do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Campina Grande (Sitrans), que comunicou a decisão à Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP).

De acordo com o Sitrans, a decisão é respaldada pela Medida Provisória 936, de 01 de abril de 2020, através da qual o governo federal instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. A MP permite por meio de acordos entre patrões e empregados, redução de jornada de trabalho com redução salarial ou suspensão de contratos de trabalho durante a pandemia da Covid-19.

Nesta quarta-feira (15), foi realizada uma reunião através de uma vídeoconferência com as representações sindicais locais de patrões e empregados, na qual estiveram presentes o Sitrans e a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Nordeste, que representou os motoristas, por seus respectivos dirigentes.

De acordo com Anchieta Bernardino, Diretor Institucional do Sitrans, com a queda do número de passageiros pagantes transportados, as empresas de transporte coletivo da cidade sofrem com a redução da receita operacional. Segundo ele, a preocupação do órgão é manter o emprego e garantir o pagamento dos salários dos funcionários.

Anchieta afirmou que acredita que a crise será superada após esses dois meses e que as atividades deve voltar ao normal.

Comentários