Afastado desde 2018, Dinaldinho anuncia filiação ao MDB para disputa à reeleição no cargo de prefeito de Patos

0
28

O prefeito de Patos afastado, Dinaldinho, anunciou, nesta quarta-feira (1º), que vai comandar o MDB no município do Sertão da Paraíba. Ele deixa o PSDB e vai concorrer à reeleição nas Eleições 2020, ainda mantidas para outubro, mesmo com a pandemia do novo coronavírus.

“Recebi há bastante tempo, há uns dois anos, convites para me filiar a diversos partidos. Um desses partidos foi o MDB. O senador Zé Maranhão tinha me feito um convite de filiação partidária e eu recusei num primeiro momento. Achei que não era hora”, revelou Dinaldinho em live na tarde desta quarta-feira.

E contou ter recebido o novo convite do senador Zé Maranhão. “Essa semana recebi um novo convite para comandar o partido do zero (em Patos). E eu aceitei o convite. Eu fiquei meio com receio porque eu pensei que desafio será esse. Porque pegar um partido faltando três dias de filiação partidária e montá-lo no momento em que todos estão saindo. Eu pensei, ouvi, e disse “sabe de uma coisa? eu vou assumir esse desafio”.”

Ele agradeceu as boas vindas emitidas pelo senador Zé Maranhão durante a live. “Agradeço, senador. O senhor foi muito sincero comigo e eu fui muito sincero com o senhor. Tivemos muitos embates contrários e agora as histórias se encontram.”

Dinaldinho foi afastado do cargo de prefeito após ser alvo da Operação Cidade Luz, na qual foi denunciado pela existência de fraudes nos contratos de iluminação pública do município de Patos.

Comentários