Imprensa nacional destaca ‘hipocrisia’ do senador Cássio Cunha Lima

0
125

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), confirmou a hipocrisia dos tucanos ao comentar, na noite desta quarta-feira 16, a condenação do ex-governador de Minas e ex-presidente nacional do PSDB, Eduardo Azeredo, a 20 anos e 10 meses de prisão por envolvimento no esquema conhecido como ‘mensalão tucano’.

“Confiamos na inocência dele, mas a lei é para todos”, disse Cunha Lima, ao deixar o jantar de Natal oferecido pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). “Lamentamos a decisão, todos gostamos muito de Azeredo, mas vai ter segunda instância”, acrescentou, ao lembrar que há chance de recurso.

Ele argumentou que não há, porém, uma ação articulada pelo partido em favor de Azeredo, e achou espaço para criticar o PT: “A forma de defendê-lo jamais será atacando ou criminalizando a justiça, como faz o PT”. O esquema pelo qual Azeredo foi condenado desviou recursos de estatais mineiras para sua campanha à reeleição em 1998.

Brasil 247

Comentários