UFPB suspende aulas presenciais para evitar contaminação com o novo coronavírus

0
25

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) suspendeu as aulas presenciais na instituição por tempo indeterminado. A medida foi tomada nesta segunda-feira (16) para evitar o possível contágio da comunidade acadêmica com o novo coronavírus e é válida a partir desta terça-feira (17).

A Paraíba não tem casos confirmados da doença, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Até a noite desta segunda, haviam sido feitas 48 notificações, sendo 15 casos descartados e 33 em investigação.

Conforme a instituição, as atividades do semestre letivo 2019.2 dos cursos de graduação que estava previsto para ser finalizado no próximo dia 1° de abril, serão desenvolvidas por meio de ferramentas online.

A instituição manteve ainda o veto sobre a realização de eventos acadêmicos e permitiu o trabalho na categoria home office para técnicos-administrativos.

A decisão foi respaldada pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB, criada na última quinta-feira (12), e é resultado de reunião emergencial do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da universidade.

Todas medidas e suas especificações serão reunidas e certificadas pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB na manhã desta terça-feira (17) e encaminhadas para o Ministério da Educação, em Brasília. De acordo com a reitora da UFPB, professora Margareth Diniz, os residentes terão suporte para permanecer na universidade.

As recomendações consideram o status de pandemia da doença Convid-19, causada pelo novo coronavírus, que foi reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na última quarta-feira (11); a situação de emergência decretada pelo Governo do Estado da Paraíba e pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, na última sexta-feira (13); e uma série de recomendações e instruções normativas dos Ministérios da Saúde, da Educação e da Economia brasileiros.

Casos notificados de coronavírus na Paraíba

  • Nenhum caso confirmado
  • 33 casos suspeitos
  • 15 casos descartados

Medidas adotadas por outras instituições

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio de um ofício publicado nesta segunda-feira (16), suspendeu temporariamente os estágios curriculares, internatos de medicina e visitas técnicas que seriam realizados por estudantes de instituições de ensino técnico e superior na rede municipal de saúde.

O Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau) também decidiu suspender todas as atividades a partir desta terça-feira (17), nas cidades de João Pessoa e Campina Grande. De acordo com a instituição, a previsão é de que as aulas sejam retomadas até o dia 30 de março, de acordo com a situação da pandemia. Os alunos poderão realizar atividades de maneira remota, por meio de plataformas digitais.

O Uniesp Centro Universitário, em nota, informou que também suspenderá as aulas e atividades acadêmicas presenciais dos cursos de graduação e pós-graduação, a partir desta terça-feira. A previsão de retorno da instituição também é 30 de março.

Já o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) divulgou, por meio de redes sociais, que todas as atividades acadêmicas presenciais para os cursos de graduação e pós-graduação serão suspensas entre os dias 17 e 29 de março. As atividades também serão realizadas de forma remota.

A Faculdade Cesrei, localizada em Campina Grande, informou que manterá as atividades acadêmicas referentes ao semestre letivo 2020.1. A instituição disse também que está tomando medidas preventivas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

Após anunciar medidas administrativas de prevenção e cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciou neste domingo (15) um decreto que determina a suspensão de eventos culturais ou esportivos que reúnam mais de 250 pessoas além do cancelamento de férias dos profissionais da saúde do município e outras medidas.

Segundo a prefeitura, uma campanha de mobilização vai ser feita em Unidades de Saúde da Família (USF), creches, escolas, abrigos e restaurantes populares. O órgão também informou que o Procon municipal vai ficar responsável por realizar operações em farmácias, distribuidores e outros estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e coibir abusos ao consumidor na venda de produtos relacionados à prevenção ao vírus, como o caso do álcool em gel.

Comentários