PMJP entrega USF no Jardim Veneza, em João Pessoa, e unidade vai atender 16 mil pessoas

0
24

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, entregou, na manhã desta sexta-feira (13), a reforma e requalificação da Unidade de Saúde da Família (USF) Jardim Saúde, no bairro Jardim Veneza. Esta é a unidade de número 35 que a gestão entrega a população, entre construídas ou ampliadas, melhorando o acesso à atenção primária em toda a Capital. Com quatro equipes de Saúde da Família, a USF Jardim Saúde tem capacidade de atender mais de 16 mil pessoas com mais conforto e humanização dos serviços.

“A USF Jardim Veneza vai agora oferecer mais conforto à população. Como porta de entrada para a prevenção de doenças, as unidades de saúde de João Pessoa estão recebendo uma nova infraestrutura, junto com a presença de mais médicos, enfermeiros e agentes comunitários, trazendo a atenção básica para mais perto das pessoas em todas as regiões da cidade”, disse o prefeito Luciano Cartaxo, depois de ressaltar que esta é a segunda entregue apenas esta semana.

João Pessoa dispõe de 97 USFs espalhadas por todas as regiões, nas quais 203 equipes de saúde da família trabalham. Há prédios com mais de uma equipe atuando ao mesmo tempo, como é o caso da USF Jardim Saúde, potencializando os atendimentos com quatro equipes multiprofissionais. Nesta unidade, a capacidade é de atender até 16 mil pessoas da região polarizada pelo bairro Jardim Veneza. As etapas de treinamento dos profissionais de saúde contra a pandemia já foi iniciada e terá novas etapas nos próximos dias. A rede de atenção básica dispõe de mais de 220 médicos, 206 enfermeiros e mais de 1.300 agentes de Saúde da Família.

Coronavírus –  Durante a entrega da USF, o secretário Adalberto Fulgêncio tratou do cumprimento do protocolo internacional de prevenção ao COVID-19. “O novo coronavírus se tornou uma preocupação mundial, com impacto direto também no Brasil.  O momento, agora, é de contenção. Ainda no início de fevereiro iniciamos uma vasta etapa de formação dos profissionais de saúde, dando maior celeridade ao monitoramento e ao diagnóstico de casos nas redes pública e privada. Sabemos que não há razão para pânico e que a prevenção será sempre o melhor o caminho, mas seguimos reforçando a rede de atenção básica, cumprindo com o que prevê a Organização Mundial de Saúde”, disse.

O secretário destacou ainda a importância de hábitos de higiene para prevenir a doença. “A melhor medida preventiva para evitar quaisquer doenças de transmissão respiratória é manter a higiene das mãos, com água e sabão ou uso do álcool em gel. Outra ação importante é o cuidado ao tossir e espirrar, cobrindo a face e utilizando lenços descartáveis”, completou.

Comentários