Acusados de envolvimento no assassinato de Higor Natan são condenados a 21 anos de prisão

0
299

Os três acusados de envolvimento na morte do estudante Higor Natan foram condenados a 21, 20 e 19 anos de prisão em regime fechado. O julgamento aconteceu nesta quarta-feira (18), no 2º Tribunal do Júri da Comarca de João Pessoa.

Na ocasião foram ouvidas três testemunhas de defesa e quatro de acusação. Os réus vão responder por homicídio qualificado por motivo torpe.

Rafael Nunes Monteiro foi considerado o responsável por atirar na vítima, que morreu após dois disparos de arma de fogo. Ele foi condenado a 21 anos de reclusão, enquanto que Francisco José Oliveira foi condenado a 20 anos e Havid José Pereira a 19 anos, todos em condição de regime fechado e em presídio estadual.

O crime aconteceu no dia 7 de outubro de 2014, em João Pessoa. A vítima de 21 anos, foi baleada duas vezes no momento em que chegava no condomínio em que residia, no bairro dos Bancários, na Zona Sul de João Pessoa.

Os tiros atingiram o pescoço do universitário, que morreu no local antes de receber atendimento médico.

A Delegacia de Homicídios de João Pessoa, que investigou o crime, apontou que a morte foi uma execução e não latrocínio. O assassinato teria sido motivado por um relacionamento ocorrido entre um dos suspeitos e a namorada da vítima.

Comentários