Confusão em cadastro para Festa das Neves deixa comerciantes feridos em JP

0
188

Várias pessoas ficaram feridas em um tumulto, na manhã desta terça-feira (9), durante o cadastro de comerciantes que desejam trabalhar na Festa das Neves, em João Pessoa. O cadastro estava sendo realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no Bairro José Américo, na Zona Sul da Capital.

Homens do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para atender às vítimas. Já a Polícia Militar e a Guarda Municipal agiram para conter a confusão.

De acordo com o Samu, alguns comerciantes apresentaram ferimentos na cabeça e em outras partes do corpo. Outros passaram mal e também precisaram ser socorridos para hospitais da Capital paraibana. Servidores da Prefeitura também teriam ficado feridos.

Segundo o secretário da Sedurb, Zennedy Bezerra, a confusão começou após a presidente da Associação dos Comerciantes Ambulantes de João Pessoa, Márcia Medeiros, tentar ‘furar a fila’ e impor nomes para o cadastro. Ainda de acordo com o secretário, uma equipe já havia distribuído fichas para as pessoas que aguardavam no local desde as 22h da segunda-feira (8).

“O que aconteceu é que Márcia chegou aqui com várias pessoas e queria impor uma lista dos associados em detrimento dos que chegaram mais cedo ao local. Ela entrou na Cecaf e fez a mesma prática de agredir guardas municipais e agentes de controle urbano, atingindo até mesmo os ambulantes. Não vamos aceitar nenhum tipo de pressão ou intimidação do sindicato e não vamos permitir que uma pessoa traga uma lista pronta. Ela já responde a três processos e este será o quarto processo que ela vai enfrentar na Justiça”, disse Zennedy.

Alguns funcionários agredidos prestaram queixa na Central de Polícia. Márcia Medeiros informou que também registrará um boletim de ocorrência.

Apesar da confusão, Zennedy Bezerra assegurou que está garantida a presença do 200 ambulantes na Festa das Neves. Destes, 141 já teriam sido atendidos e as inscrições seguem na Cecaf.

MaisPB

Comentários