Aldair Playboy canta no Parque do Povo anos depois de trabalhar como vendedor no local

0
4830

De vendedor de cervejas para o palco do Maior São João do Mundo. Aldair Playboy foi a atração principal da noite desta quarta-feira (26) no São João 2019 de Campina Grande, no Parque do Povo. Ele conheceu a festa anos atrás, quando vendia cervejas no local para ajudar o tio. Agora reúne crianças, adolescentes e adultos contagiados pela sua música.

Nascido no bairro do Cristo, em João Pessoa, Aldair Playboy se tornou “afilhado musical” de Wesley Safadão e transformou a vida simples em uma carreira pelo Brasil.

Na noite desta quarta-feira ele viu uma multidão invadir o Parque do Povo para ouvir, cantar e dançar ao som dos seus hits. O artista de 23 anos se apresentar no palco por onde já passaram grandes nomes da música nacional e viu seu batidão dominar a arena de shows do “Quartel General do Forró”.

Aldair conheceu O Maior São João do Mundo no meio da multidão, vendendo cervejas para ajudar um tio. “Nunca imaginei que um dia estaria aqui, para cantar. Na época, eu nem cantava ainda”, disse.

Antes do show, Aldair realizou o sonho de um fã especial. Ricardo Porto Vieira Olímpio nasceu com problema auditivo e voltou a ouvir aos seis anos, depois de um procedimento cirúrgico. A música de Aldair ajudou no processo de fala e “Amor Falso” foi a primeira música que conseguiu cantar. A família, que já gostava do cantor, virou fã. A história sensibilizou o artista, que recebeu o garoto no camarim.

Quando subiu ao palco e encarou a multidão, Aldair Playboy se rendeu ao público, formado por crianças, adolescentes, mães e pais que se deixaram contagiar pelo som do “batidão”. Ele disse que estava tão feliz que não tinha palavras para expressar. O cantor ainda agradeceu ao público por acolher mais um ritmo musical na celebração dos festejos juninos.

A noite de quarta-feira no Parque do Povo foi aberta pela banda Levada Mix, que recepcionou o público com muito “forró das antigas”, das bandas Mastruz com Leite e Cavaleiros do Forró. Thales Lessa deu continuidade à programação, misturando forró atual e versões de clássicos da MPB em ritmo de forró.

O pernambucano Geraldinho Lins apresentou seu clássico repertório de forró autêntico, mesclando sucessos das antigas com atuais e contagiou o público até o início da madrugada desta quinta-feira.

G1

Comentários