Julgamento de suspeição de Moro no caso Lula é adiado pelo STF

0
137

O pedido de anulação do julgamento de Lula, feito pela defesa do ex-presidente baseado em suspeitas de imparcialidade no processo, deve ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal apenas no segundo semestre. A informação é da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A análise do habeas corpus estava marcada para esta terça-feira 25, e entraria na pauta da Segunda Turma do STF. No entanto, a pauta teria sido modificada pela ministra Carmen Lúcia, que colocou o HC em último na lista.

O ministro Gilmar Mendes também teria se manifestado sobre a falta de tempo para analisar a situação, já que somente o voto dele teria 40 páginas. Devido ao recesso do STF, o julgamento fica para o segundo semestre.

Edson Fachin e Carmen Lúcia já deram seus pareceres negativos ao HC. Restavam votar Celso de Mello, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

O recurso foi apresentado em dezembro do ano passado, quando Sergio Moro aceitou o convite para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro. Após o vazamento de mensagens revelado pelo site The Intercept Brasil, a defesa do ex-presidente apresentou, no dia 13 de junho, documento com as reportagens para reforçar a tese de parcialidade do ex-juiz.

Comentários