Mulher foi assassinada na Paraíba por se negar a fazer sexo, diz Polícia

0
3026

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira (23), um homem suspeito de matar uma mulher a golpes de faca na madrugada da última segunda-feira (20), no bairro do Zé Pinheiro, em Campina Grande. Wanderley Luna Nascimento, de 37 anos, foi preso na sua residência no próprio bairro.

De acordo com delegada Nercília Dantas, a polícia trabalha com a hipótese de que ele matou a mulher, identificada como Poliana Nunes Lourenço, por ela ter se negado a fazer sexo com o suspeito.

De acordo com as investigações, Poliana era profissional do sexo e havia se encontrado com Wanderley Luna entre a noite do domingo e madrugada da segunda-feira. Por não ter sua vontade atendida, o suspeito teria se revoltado e praticado o feminicídio.

O suspeito e o pai dele foram levados no início da manhã desta quinta para a Central de Polícia de Campina Grande. José Alexandre do Nascimento, de 71 anos, foi preso porque a polícia encontrou na casa dele, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, uma arma de fogo. O homem não teria porte ou posse para manter a arma em casa.

Roupas foram apreendidas na casa de Wanderley, sendo que uma das vestimentas foi utilizada por ele no dia do crime, segundo a polícia. Apesar roupa já ter sido lavada, ela passará por perícia. Com Mais PB

 

Comentários