Superior Tribunal de Justiça nega liberdade ao empresário Roberto Santiago

0
547

O ministro da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer, negou liberdade ao empresário Roberto Santiago na tarde desta segunda-feira (20). A liminar foi negada em pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Santiago após negativa do Tribunal de Justiça da Paraíba.

O recurso foi enviado ao STJ na última terça-feira (14). Relator da Operação Lava-Jato no STJ, Felix Fischer votou recentemente pela redução da pena do ex-presidente Lula.

Roberto Santiago foi preso no 22 de março, durante a deflagração da terceira fase da operação ‘Xeque-Mate’. O empresário estava no 1º Batalhão da Polícia Militar e foi transferido recentemente para o Complexo Penitenciário em Mangabeira.

Ele é suspeito de integrar um esquema de corrupção em licitações no município de Cabedelo, juntamente com o ex-prefeito da cidade, Leto Viana, que está preso desde abril do ano passado na primeira fase da mesma operação. Leto também está preso na unidade prisional de Mangabeira, na capital.

Comentários