Delegado que chamou mulheres petistas de raparigas pede “desculpas” e diz que texto foi ‘licença poética’

0
371

O delegado Francisco Azevedo quebrou o silêncio depois de ter apagado das redes sociais o perfil no Facebook. Em postagem no Instagram, ele pediu desculpas às mulheres petistas pelas ofensas publicadas em postagem feita no dia 15 de fevereiro. Nela, o policial chamava as militantes do Partido dos Trabalhadores de “putas”, entre outros adjetivos nada elogiosos. As consequências disso são que ele foi dispensado da função de delegado da 9ª Delegacia Distrital, em João Pessoa, e ainda se tornou alvo de investigação na Corregedoria da Polícia Civil.

“Escrevi uma crônica sob licença poética, o que não tem compromisso com a verdade, apesar de me basear na minha história de luta no movimento estudantil e no PT dos anos 90. Se as companheiras se sentiram ofendidas, DESCULPEM-ME pela minha linguagem rasa. O que ainda nos une é a liberdade”, disse o Francisco Azevedo em uma rede social. Ele ligou para a vereadora Sandra Marrocos (PSB), também, para pedir desculpas pelas citações. O texto, apesar de ter sido publicado há 48 dias, só gerou polêmica nesta quarta-feira, após as críticas de vereadores.

O Partido dos Trabalhadores publicou nota e prometeu denunciar o delegado ao Ministério Público. A Câmara de João Pessoa aprovou um voto de repúdio contra o delegado nesta quinta. A vereadora Sandra Marrocos, autora da medida junto com Marcos Henriques, disse que a reação às agressões foram feitas para que fatos como esse não se perpetuem. “Se nada for feito, essas reações misóginas e preconceituosas continuarão sendo praticadas”, disse.

A secretária estadual de Mulheres do PT, Zezé Béchade, também repudiou a publicação do delegado. “Nós Mulheres e Homens Petistas da PB, indignadas/os pela forma como fomos atacadas/os em nossa dignidade e moral, repudiamos as postagens realizadas no Facebook e a conduta do delegado de Polícia Civil, Francisco Azevedo, que de forma grosseira tenta desqualificar, desvalorizar e humilhar as Mulheres Petistas com palavras de baixo calão, assim como acusando homens e mulheres petistas com o intuito de atacar a honra e a moral”, ressaltou.

Blog Suetoni Souto

Comentários