Prefeito de Cabedelo confirma ameaças de morte após revogar permuta de terreno no valor de R$ 3 mi

0
3638

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), eleito no último domingo com 23.169 votos, denunciou durante entrevista à rádio Arapuã, que está sofrendo ameaças de morte de um empresário da área da construção por ter encerrado os contratos com construtoras que fecharam acordos com o antigo gestor da cidade para construção em áreas proibidas.

Segundo ele, as ameaças teriam começado quando sua gestão encontrou diversos contratos ilícitos e pôs fim aos acordos.

“Acabamos de revogar contratos ilícitos e fomos ameaçados de morte por causa de um terreno de parceria público-privada que Leto Viana, gestor que está preso, negociou ao trocar o terreno por obras. Nós temos um caso recente da construtora Boa Nova, em que ela trocou uma área na beira mar de Intermares, avaliada em um milhão na época, mas que vale três milhões, em uma área verde que não poderia ter sido transformada em área de construção e foi trocada por quatro praças. Só não foi para frente porque não foi aprovado pela Câmara. A prefeitura está pronta para ressarcir a construtora, mas o mesmo se recusa e ainda ameaçou de morte a mim e minha família. O caso está na Justiça e o empresário tem que ficar vários metros longe de mim e de minha família”, explicou.

O gestor disse que o caso está na Justiça e que o terreno que foi cercado pela construtora será liberado em breve, mediante medida judicial.

O gestor destacou, no entanto que, o empresário é seu vizinho e teria enviado cartas com intimidações.”Para completar, ele ainda é meu vizinho. Me enviou cartas em plena eleição difamando a minha vida, dizendo que eu era um covarde. Ele fez um acordo ilegal e por isso foi revogado”, ressaltou.

ClickPB

Comentários