Mais de 300 mulheres vítimas de violência são protegidas por medidas protetivas em JP

0
19

Agentes da Polícia Civil e oficiais de justiça da Capital deram início ao cumprimento de mais de 300 medidas protetivas emitidas pela Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de João Pessoa, para garantir a segurança de mulheres vitimadas. A ação foi viabilizada por meio de Termo de Cooperação Técnica, assinado na última segunda-feira (11) durante a abertura da 13ª edição da Semana ‘Justiça pela Paz em Casa’ – evento voltado ao julgamento de processos relacionados à violência doméstica contra a mulher, entre outras ações.

O convênio foi firmado pelos dirigentes do Tribunal de Justiça da Paraíba, Corregedoria-Geral de Justiça e Secretaria de Segurança Pública do Estado, conforme ressaltou a coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPB, juíza Graziela Queiroga Gadelha de Sousa. O objetivo foi dar suporte e celeridade ao cumprimento das medidas protetivas.

“Tivemos uma reunião com a participação dos agentes e dos oficiais incumbidos, que já receberam os mandados e já iniciaram o trabalho. Esperamos que até o final do mês de março possamos contabilizar um bom número de medidas protetivas cumpridas, para os encaminhamentos necessários de cada caso”, destacou a magistrada.

Comentários