João Azevêdo participa de Fórum de Governadores para debater Reforma da Previdência com ministro

0
36

João Azevêdo participa nesta quarta-feira (20) do Fórum de Governadores em Brasília juntamente com os representantes de vários estados do país. Dentre os principais assuntos que serão discutidos estão as propostas do Governo Federal para a Reforma da Previdência.

Os chefes dos executivos estaduais esperam conversar diretamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e outros representantes do Governo Federal. Devem ainda ser debatidas questões econômicas e demandas específicas de cada um dos estados representados.

Nesta terça-feira (19), João Azevêdo já havia se reunido com o ministro da Economia Paulo Guedes. O chefe do Executivo estadual conseguiu acelerar a tramitação do pedido de empréstimo no valor de US$ 50 milhões, junto ao Banco Mundial, que serão destinados ao projeto Cooperar.

A pauta econômica tinha sido definida na última reunião, em dezembro, como o assunto a ser tratado em fevereiro, tendo como foco as mudanças na lei previdenciária. Os governadores devem sinalizar como encaminharão as questões às suas bancadas no Legislativo.

Após a abertura do evento, falará o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Santos Cruz. Antes de Guedes, o secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, vai apresentar parâmetros da proposta de reforma previdenciária.

Os governadores fizeram ontem (19) em Brasília uma reunião preparatória do fórum. Participaram do encontro os governadores Ibaneis Rocha (MDB-DF), Wilson Witzel (PSC-RJ), Rui Costa (PT-BA), Renato Casagrande (PSB-ES), Fátima Bezerra (PT-RN), Wilson Lima (PSC-AM), Gladson Cameli (PP-AC), Waldez Góes (PDT-AP), Hélder Barbalho (MDB-PA), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), Ratinho Júnior (PSD-PR), Belivaldo Chagas (PSD-SE), Comandante Moisés (PSL-SC), Camilo Santana (PT-CE), Paulo Câmara (PSB-PE) e Flávio Dino (PCdoB-MA).

As reuniões de governadores, segundo Ibaneis, vão ocorrer a cada dois meses, mas equipes técnicas dos estados acompanharão os temas aprovados pelo fórum no Executivo, Legislativo e Judiciário.

Comentários