Presidente da Câmara de CG é acusado de maus tratos a deficientes

0
41
Uma sessão que deveria ter discutido ontem a situação das pessoas com deficiência virou notícia não pela abordagem, mas pelo comportamento agressivo do presidente do da Câmara Municipal de Campina Grande, Pimentel Filho. É que o secretário de Cultura do Estado, Lau Siqueira, informou em seu perfil no Facebook que o vereador agiu com truculência ao encerrar os trabalhos, abruptamente: “Faz 4 sessões que não se vota nada por falta de quórum e hoje decide votar nome de rua e expulsar as pessoas com deficiência do plenário”, disse Lau.
A assistente social Josilene Oliveira também abordou o fato em seu perfil. “Estávamos aguardando iniciar a sessão especial da Pessoa com Deficiência. O plenário cheio de pessoas para apreciar e pautar suas bandeiras de luta e reivindicação. A sessão estava agendada para as 9 horas e as pessoas chegaram na hora, mas o Presidente Pimentel Filho achou por bem colocar outros assuntos em votação. Óbvio que as pessoas que estavam esperando não gostaram da demora e começaram a pedir para começar a sessão. Então pasmem… Pimentel berrou e disse: Se vocês não se calarem, eu encerro a sessão, me testem para ver. As pessoas deixaram o plenário”.
A referida sessão atendia a uma propositura dos vereadores Anderson Maia e Olímpio Oliveira e tinha como objetivo marcar a passagem do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência.
No site da Câmara de Campina Grande, há uma descrição como se a sessão tivesse sido realizada sem nenhum problema. Clique aqui para conferir.

 

ParlamentoPB

Comentários