João Azevêdo une Emater, Interpa, Emepa e corta cargos comissionados

0
131

O governador João Azevêdo anunciou nesta quarta-feira (02) as três primeiras Medidas Provisórias da sua gestão e projeta uma economia de R$ 26 milhões por ano. Uma delas cria a Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária, que unirá Emepa, Interpa e Emater.

Com a fusão o governador afirma que haverá economia com cargos comissionados, que passam de 500 para 74, reduzindo gastos em R$ 20 milhões. “É uma redução significativa. Serão R$ 20 milhões destinados a obras, ações e políticas públicas”, afirmou João.

Também haverá mudanças na Rádio Tabajara SA, que passa a ser Empresa Paraibana de Comunicação. Nela estarão aglutinadas o jornal A União, além da rádio Tabajara e a economia esperada é de R$ 3 milhões ao ano.

Outra modificação ocorrerá na Empasa, que se torna uma Diretoria da Secretaria de Agricultura. Também neste caso é esperada uma economia de R$ 3 milhões.

Conforme o governador, as medidas foram pensadas durante a transição de governo, através da ampliação do bloqueio de cargos comissionados. Após a nomeação dos novos secretários será apresentado o percentual de redução dos cargos em comissão, através da reestruturação de secretarias.

“Isso é importante em um momento como esse. A gente sabe o que essas medidas podem gerar de frutos”, pontuou Azevêdo.

Já o decreto que reduz a conta de energia será publicado já na edição desta quinta-feira (03) do Diário Oficial do Estado. A proposta de campanha busca isentar a população de baixa renda e que consome até 90 kw por mês. “Uma redução significativa na conta de luz”, avaliou.

Comentários