Ex-jogador da seleção é investigado por fraude na loteria

0
83

O ex-jogador da seleção brasileira suspeito de participar da quadrilha que fraudava loterias da Caixa Econômica Federal é o Edilson da Silva Ferreira, conhecido como Edilson Capetinha. Segundo a Polícia Federal, ele é um dos investigados pela Operação Desventura. A defesa do pentacampeão nega qualquer envolvimento. A PF cumpre mandado de busca e apreensão na casa de Edilson.

Segundo a investigação, Edilson teria empresado sua conta bancária para circular o dinheiro da fraude. Além do ex-jogador, a quadrilha contaria também com a ação e um doleiro e funcionários da Caixa. Pelo menos seis pessoas já foram presas até o momento.

O esquema teria desviado valores de bilhetes premiados, não sacados pelos ganhadores, que deveriam ser destinados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). No ano passado, os premiados na loteria deixaram de resgatar R$ 270,5 milhões.

São cinco mandados de prisão preventiva, oito de prisão temporária, 22 conduções coercitivas e 19 de busca e apreensão. Cerca de 250 policiais federais participam da operação.

Diário do Poder

Comentários